quinta-feira, 16 de maio de 2013

Somos grandes!





Somos grandes! Queria começar com esta frase, porque é a maior verdade que sei sobre o Benfica. Desde pequeno que o sei. O Benfica é grande, enorme!

Mas há certas coisas que enquanto pequenos nós não sabemos. A primeira e que há muitos anos me deixava curioso era não saber o que era estar numa final europeia. Ouvir o que era não está nem perto de ser o mesmo. Agora sei o que é estar numa final europeia. A festa dos adeptos, o nervosismo, ver os jogadores a passar ao lado da taça na entrada em campo, o orgulho enorme de ter o velho continente a ver-nos. Infelizmente também já sei o que é sair de lá em lágrimas, ver os jogadores deitados no chão, desolados, tristes. Mas sei que cumpriram o seu trabalho e deram tudo o que tinham. Merecem o nosso apoio. Porque um dia serão eles a subir ao topo, de cabeça erguida e sorriso nos lábios, a levantar a taça.

Outras coisas vamos ficando a saber ao longo do nosso tempo de benfiquismo. As primeiras recordações vivas que tenho do Benfica são dos piores momentos da nossa história. Lembro-me de ficar fora da Europa, de ter de esperar anos e anos para ver o meu clube campeão, de chorar pela primeira vez a morte de alguém (Miki, continuas connosco, para sempre), ver ídolos abandonar o clube ou o futebol. Mas também me lembro de festejar o meu primeiro campeonato, de ir para o Marquês, de estar no Jamor, de voltar a ganhar o campeonato e de saltar de cinco em cinco minutos para festejar um golo, de aplaudir o Mantorras a cada vez que saltava para o aquecimento, do dia em que vi chegar Pablo "El Mago" Aimar a Lisboa, acompanhado pelo Maestro Rui Costa e do primeiro dia em que vestiu o manto sagrado, de ir acompanhado de milhares de benfiquistas esperançados até ao estádio, de acreditar no Benfica.

Sei que um dia estarei a festejar um título europeu. Simplesmente sei.

O meu orgulho e amor por este clube cresce a cada dia, a cada momento que passa. Nos momentos de tristeza ou de alegria. É isso que nos move a todos. O crer, o orgulho, o amor, a ambição. A irracionalidade, o sentimento, a força e a raça. Sou do Benfica. E isso me envaidece. Isso me engrandece. Sou do Benfica. E para sempre serei. Todos os dias, cada vez mais. Obrigado Benfica.

0 comentários:

Publicar um comentário

Insultem e javardem para aí. Mas se sujarem isto depois limpam, ok?