quinta-feira, 25 de abril de 2013

De Istambul, de braço dado





Em Abril de 2010 eu estive em Istambul. Uma das coisas que achei mais curioso foi que lá os homens andam de braço dado uns aos outros. Tipo amigos. 30 beijos quando se encontram e depois lá vão eles de braço dado pela estrada fora. Obviamente que passei o tempo todo à espera de ver um turco a encontrar na rua uma amiga turca. Imagino que seja um tipo de interação que, em público, dê prisão aqui em Londres.

Tudo isto para dizer que tenho receio que o Melgarejo tenha levado demasiado a sério as aulas de tolerancia cultural que o Benfica agora organiza pró plantel. Fodasse ó Melga, granda assistencia.

Outra coisa gira é quando os turcos vão  saír à noite. Com quem é que eles vão sair? Vão com os amigos. Beber chá e fumar chicha com os amigos.  Então mas e as mulheres turcas? Eu até hoje pensava que as turcas ficavam em casa algemadas ao grelhador da marquise às sextas à noite.

Mas não. Pelos vistos enchem o estádio do Fenerbache quando há bola. Era este o inferno? Enfim, para a semana falamos em Lisboa.

Bora lá Benfica! Para a semana são levados ao colo.

PS: Raul Meireles, já que aqui estás, vai só ali à marquise. Tenho lá um grelhador que vai ficar a matar com esse corte de cabelo.

PS2 : Retirado do facebook do Constantino (A Mão de Vata): "O Artur parece estar apostado em mostrar ao Mundo com quantos postes se constrói uma Liga Europa.". Genius.



3 comentários:

  1. Para a semana a história é diferente!

    Sou má pessoa por ficar todo contente do Meio reles ter saído de maca?? É que adorei de coração!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Devia era ter saído pelo próprio pé. Era mais doloroso...

      Eliminar

Insultem e javardem para aí. Mas se sujarem isto depois limpam, ok?